Tradutor

English French German Spain Italian Dutch Japanese
  • Li e gostei





  • Independência ou Morte!

    06/09/2010 por Sonia Costa
    Datas especiais

    “O Brasil foi dominado por Portugal desde a época do descobrimento, em 1500. O ouro e o pau-brasil, nossas maiores riquezas, eram levados para a Europa, e isso deixava o povo insatisfeito. Durante séculos, a campanha a favor da independência foi crescendo e chegou ao seu auge no ano de 1822.”

    “No dia 7 de setembro daquele ano, Dom Pedro I, que era príncipe, voltava de Santos e passava por São Paulo, perto das margens do Riacho Ipiranga, onde se acha hoje o Museu do Ipiranga, quando recebeu uma mensagem que trazia duas noticias. Uma era de Portugal, exigindo seu retorno imediato para aquele país. A outra era de seu ministro brasileiro, José Bonifácio de Andrada e Silva, que o incentivava a proclamar a independência do Brasil e se tornar imperador.”

    “Assim, ele tomou a decisão. Ergueu sua espada e gritou: “Independência ou morte!”

    Em 7 de setembro de 1822, o Brasil se livrou do domínio de Portugal, que dominou o Brasil por três séculos. Foi preciso muita luta para que o nosso país conquistasse a independência. Por isso vamos comemorar o Dia da Pátria, que é um feriado e dia de festa nacional.”

    (Texto extraído de “ECO Kids: guia de datas comemorativas” de Marli Mitsunaga, p. 107)

    Hino da Independência
    _____________

    Analisando o desenvolvimento da história brasileira, entendo que, apesar de Dom Pedro ter tido uma atitude de ousadia em dar o brado de “Independência”, na prática, a efetivação não é pontual; ela precisou e continua precisando de manutenção diária por toda a vida histórica do nosso país. Dom Pedro estava em situação privilegiada para declarar independência de Portugal, devido à distância e aos meios de comunicação tão precários daquela época; se isso acontecesse hoje, talvez não teria sido de forma relativamente pacífica como foi naquela época.

    Se analisarmos a historia do Brasil contemporâneo, continuamos presenciando que outros líderes continuam lutando para escravizar novamente o Brasil. É por isso que a verdadeira independência do nosso país deve estar arraigada nos corações de cada brasileiro, para que essa independência proclamada por Dom Pedro possa ser mantida para sempre.

    Assim também é na vida espiritual. Jesus declarou nossa independência da escravidão de Satanás, quando ali, na cruz do calvário, deu seu brado de vitória sobre a morte. Essa luta espiritual continua,  “Pois nós não estamos lutando contra seres humanos, mas contra as forças espirituais do mal que vivem nas alturas, isto é, os governos, as autoridades e os poderes que dominam completamente este mundo de escuridão.”    (Bíblia NTLH, Ef. 6:12). Não devemos temer as represálias, os ataques “velados”, “Sejam fortes e corajosos! Não fiquem assustados, nem tenham medo do rei da Assíria e do seu enorme exército. Pois aquele que está do nosso lado é mais poderoso do que o que está do lado dele.” (Bíblia NTLH, 2 Cr. 32:7)

    A luta pela independência deve ser uma constante na vida do povo brasileiro. O mundo está cobiçando nossas riquezas. Não vamos entregar nosso ouro, fazendo acordos com nossos inimigos. Continuemos a lutar pelo que é nosso, e nossa arma é nosso voto; somente assim, colocaremos nos poderes executivos e legislativos, pessoas íntegras, e que realmente representem nossos ideais, lutem pela manutenção de nossa independência e defendam nossos direitos nacionais, PNDH3 e internacionais.

    Brademos: “Independência é vida!”

    Por Sonia Valério da Costa
    Em 06/09/2010

    Related Posts with Thumbnails

    6 Comentários para “Independência ou Morte!”

    1. Sonia Regly Disse:

      Sonia,

      Um texto muito sábio e explicativo que, ficou melhor ainda com a explicação de que Deus pode nos libertar da escravidão com que o inimigo quer nos colocar. Parabéns, gostei imensamente.
      beijos

    2. Sonia Regly Disse:

      Assim também é na vida espiritual. Jesus declarou nossa independência da escravidão de Satanás, quando ali, na cruz do calvário, deu seu brado de vitória sobre a morte. Essa luta continua espiritual continua, “Pois nós não estamos lutando contra seres humanos, mas contra as forças espirituais do mal que vivem nas alturas, isto é, os governos, as autoridades e os poderes que dominam completamente este mundo de escuridão.” (Bíblia NTLH, Ef. 6:12). Não devemos temer as represálias, os ataques “velados”, “Sejam fortes e corajosos! Não fiquem assustados, nem tenham medo do rei da Assíria e do seu enorme exército. Pois aquele que está do nosso lado é mais poderoso do que o que está do lado dele.” (Bíblia NTLH, 2 Cr. 32:7) Glórias à Deus!!!!

    3. Yolanda Disse:

      Gostei do novo visual do Blog, Sonia!
      Ótima postagem para reflexão.
      Quanto a defendermos o que é nosso, será necessário renovar o Congresso em cem por cento, pois só assim se romperá o círculo vicioso. No poder, infelizmente não estão pessoas preocupadas com o bem-estar da população, a não ser pelos seus próprios interesses mesquinhos.
      Vejo grande parte dos brasileiros meio que acomodados e desinteressados com o que acontece no país.
      Repito, então, o título do texto de Flavio M.Pinto: “Quero um Brasil grandioso, um sete de setembro permanente.”
      Abraços,
      Yolanda

    4. Sonia Costa Disse:

      Olá Yolanda,
      agradeço sua visita ao meu Blog e também pelo apoio e palavras de elogio. Foi trabalho da “Anfibia”.
      Obrigada também pelo comentário que só vei acrescentar meu pensamento.
      Abraços.
      Sonia Costa

    5. Criss Freitas Disse:

      Ola

      gostei mto do seu blog. ja estou seguindo. um abc

    6. Adriano Lopes Disse:

      Texto muito interessante, adorei à partir de agora sou fã deste site, obrigado por compartir.



    Deixe um Comentário

    6 Comentários »